Hoje, quarta-feira, 16 de agosto de 2017

POEMAS > DESEJO


Desejo



Vou descer o rio...

Quem sabe eu te encontre novamente

Com o mesmo brilho nos olhos,

Com a mesma emoção.


O sol de abril, as flores-de-maio desnudam.

 

Se isso não for amor, 

Eu invento.

Eu te complemento,

Pra te ver ficar, te acolher, te escolher.

 

Apenas não me perca de vista.

Porque qualquer cantinho roubado do teu olhar

Derrama a cada manhã na minha alma,

Um zilhão de poesias singelas.

 

Ah, meu amor...

E quando vires meu olhar te escapar no meio da curva do rio,

Não é por medo ou descaso,

É por desejo.

 

Ana D´Araújo

Voltar


Ana D´Araújo

Psicoterapia | Ana D´Araújo 2011
www.anadaraujo.com.br